A mulher tem se destacado cada vez mais no cenário mundial. Buscando cada vez mais melhorar sua qualidade de vida e auto –estima.
Sintomas como incontinência urinária, flacidez vaginal, infecções urinárias de repetição, secura vaginal, dor durante a relação sexual, diminuição da libido, dificuldade de alcançar o prazer sexual têm sido cada vez mais comuns nos consultórios ginecológicos.
Existem inúmeras causas para a diminuição da libido. Cada mulher deve ser investigada individualmente,
O laser vaginal tem sido uma nova e eficiente opção em muitas dessas situações

Sabendo um pouquinho sobre nosso corpo…
Durante o processo de flacidez vaginal (que tem inúmeras causas e é bastante comum), os músculos vaginais se tornam mais relaxados, perdem fibras colágenas, tônus e força muscular levando a incontinência urinária.
A vagina é composta por espessas camadas de células e sua elasticidade e flexibilidade são mantidas pelo adequado aporte de fluxo sanguíneo local, qualidade de secreções vaginais, presença de colágeno, elastina e água e ação do hormônio feminino denominado estrogênio.
pós parto, menopausa, tratamentos com quimioterapia ou radioterapia, cirurgia com a retirada de ovários são alguns exemplos onde ocorre a diminuição do estrogênio, gerando como consequência a atrofia vulvo-vaginal.
O laser genital tem apresentado aumento da elasticidade vaginal, produção de novas fibras colágena e melhora do tônus muscular da vagina.
Por esta razão, o tratamento com laser tem apresentado excelentes resultados na melhora da secura vaginal, lubrificação, alguns casos de incontinência urinária trazendo qualidade de vida as mulheres.

O laser também tem apresentado resultados promissores em hiperpigmentação da pele e cicatrizes cirúrgicas com formação de quelóides.
Faça uma avaliação com seu ginecologista.

– Esse conteúdo foi escrito por: Dra.Erika Hitomi Suzuki e Dra.Ana Cristina Reis Martini