Histerocopia: É um procedimento realizado por dentro da vagina e do canal do colo uterino que permite visibilizar a cavidade uterina e identificar eventuais doenças existentes dentro do útero. A histeroscopia pode ser diagnóstica ou terapeutica. As principais indicações para a histeroscopia incluem o exame da cavidade uterina para desordens menstruais e de fertilidade, acesso direto para cirurgia intra-uterina, e acesso da parte inicial da trompa.

Laparoscopia: É um procedimento para diagnóstico e tratamento de várias doenças pélvicas. Consiste na inserção de uma pequena câmera que permite uma inspeção visual interna de órgãos da pélvis e do abdômen. A laparoscopia é indicada para o diagnóstico de doenças pélvicas como no caso da dor pélvica crônica e para uma análise de fertilidade, por exemplo. Além disto, vários métodos terapêuticos podem ser feitos via esta técnica como o tratamento de endometriose, de lesões ovarianas, de doenças tubárias e de gravidez ectópica.